Gerson Sorgetz

Gerson Sorgetz

Sou natural de Gramado e aprecio temas da política, pois trata-se de uma herança familiar. “Sempre bom lembrar que meu pai, seu Rudy Sorgetz (in memoriam), foi o primeiro Diretor-Secretário da Câmara de Vereadores de Gramado e gostava de política”.

SAIBA MAIS

Gramado prepara I Festival Internacional Literário

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Em sua edição de 25 anos, a Feira do Livro de Gramado passará por uma transformação. O evento ganhará nova dimensão, mudará de data, de lugar e passará a se chamar FiliGram – Festival Internacional Literário de Gramado.

Gramado é conhecida por seus grandes e bem-sucedidos eventos. Natal Luz e Festival de Cinema são alguns exemplos. Pois agora o município, por meio da sua Secretaria da Cultura, trabalha no desenvolvimento de um festival literário pensado para ser grande.

Com previsão de realização para setembro de 2022, o FiliGram está desenhada para ocupar o entorno da Secretaria da Cultura e do Centro de Cultura Prefeito Arno Michaelsen e alguns trechos das margens do Lago Joaquina Rita Bier, espaço que, além de ser bem localizado, conta com boas áreas verdes e belos ambientes de convivência.

Além da alteração na data e no local, o FiliGram pretende trazer ao município grandes escritores nacionais, e, claro, autores internacionais. Com tema “O livro está na mesa: o papel da literatura em momentos de transformação”, o evento está sendo montado para integrar, ainda, outros segmentos culturais, como música e teatro, por exemplo.

“Gramado tem protagonismo naquilo que faz e queremos entregar essa mesma lógica a um festival literário que tenha a cara da cidade. Penso que está na hora de contarmos com um grande evento literário, que reúne aqui o melhor da literatura mundial, democratizando acessos e conectando comunidade local e visitantes ao rico mundo das letras”, comenta o secretário da Cultura de Gramado, Ricardo Bertolucci Reginato.

O projeto do FiliGram já foi aprovado para captação pela Lei Estadual de Incentivo à Cultura (LIC), portanto, o evento já pode receber patrocínio via isenção fiscal de Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), e em breve deve ser aprovado para captação via imposto de renda, por meio da Lei Rouanet.

Crédito: Ascom/PMG

Outras Notícias